Canvas / Final Alternativo - An1 2020

√Č imposs√≠vel negar o impacto que um final poderoso pode ter em um filme. Pode nos deixar sem f√īlego, questionando nossas pr√≥prias cren√ßas ou at√© mesmo desejando algo mais. E foi exatamente isso que aconteceu com o recente lan√ßamento do curta-metragem de anima√ß√£o Canvas. Dirigido pelo talentoso Frank E. Abney III, esta jornada emocional conquistou o p√ļblico quando estreou na Netflix em dezembro de 2020. Mas e se eu lhe dissesse que h√° um final alternativo para este conto emocionante?

Um final que desafia nossas percep√ß√Ķes e nos deixa com uma sensa√ß√£o de esperan√ßa e possibilidade. Neste artigo, explorarei o Canvas e me aprofundarei em um final alternativo que certamente o deixar√° pensando muito depois da rolagem dos cr√©ditos.

O novo final

Quando a pincelada final toca a tela, Mary, a protagonista, recua para admirar sua obra-prima. As cores vibrantes e os detalhes intrincados trazem à vida a memória de seu falecido marido, enchendo seu coração com uma alegria agridoce.

Mas assim que ela começa a encontrar consolo em sua arte, uma rajada de vento sopra pela janela aberta, fazendo com que a pintura vibre e ganhe vida.

Para sua surpresa, o mundo pintado transborda da tela, transformando seu est√ļdio em um reino de imagina√ß√£o de tirar o f√īlego. Maria entra nesta nova realidade, onde tudo √© vibrante e vivo.

Ela se vê cercada por personagens animados, cada um representando um aspecto diferente da personalidade de seu falecido marido.

Enquanto Mary explora este mundo mágico, ela descobre que o espírito de seu marido reside nele. Ele aparece diante dela, não como uma memória, mas como uma entidade viva que respira. Eles se abraçam, seu amor transcendendo os limites da vida e da morte.

Ele explica que a tela era um portal, uma ponte entre seus mundos, permitindo que eles se reunissem.

Juntos, eles embarcam em uma jornada pelo reino pintado, encontrando criaturas fant√°sticas e paisagens de tirar o f√īlego. A arte de Mary se torna um canal para suas aventuras, enquanto ela pinta novos mundos e os traz √† vida.

Através de suas experiências compartilhadas, eles curam as feridas uns dos outros e encontram um renovado senso de propósito e alegria.

Mas √† medida que se aprofundam nessa realidade pintada, eles come√ßam a questionar sua natureza. √Č uma inven√ß√£o da imagina√ß√£o de Mary, uma manifesta√ß√£o de sua dor? Ou √© um reino tang√≠vel que existe al√©m de sua compreens√£o? As linhas entre realidade e fantasia se confundem, deixando-as com enigmas ainda a serem explicados e uma sensa√ß√£o de admira√ß√£o.

No final, Mary e seu marido fazem uma escolha. Eles decidem abraçar a incerteza e continuar sua jornada juntos, explorando os limites da arte e do amor. Eles se despedem do reino pintado, sabendo que sempre fará parte deles, e retornam ao mundo que deixaram para trás.

De volta ao est√ļdio, Mary pega novamente no pincel, inspirada pelas experi√™ncias extraordin√°rias que teve. Ela continua a criar, n√£o apenas para si mesma, mas para compartilhar a magia do reino pintado com os outros.

Sua arte se torna um farol de esperança e conexão, lembrando a todos que o amor e a imaginação podem transcender até a tristeza mais profunda.

À medida que os créditos rolam, os espectadores ficam com uma sensação de admiração e contemplação. Eles ponderam sobre a natureza da arte, o poder do amor e a possibilidade de mundos além do nosso.

Perguntas para discuss√Ķes

  • 1. Qual √© a verdadeira natureza do reino pintado?
  • 2. Como a arte de Mary se tornou um canal para suas aventuras?
  • 3. O amor pode realmente transcender os limites da vida e da morte?
  • 4. O que significa para Maria e seu marido abra√ßar a incerteza?
  • 5. Como as experi√™ncias de Mary no mundo da pintura impactar√£o sua arte daqui para frente?
  • 6. Qual √© o significado do reino pintado ser uma parte de Maria e seu marido?
  • 7. Como Mary compartilhar√° a magia do reino pintado com os outros?
  • 8. Que outras maravilhas e mist√©rios aguardam Maria e seu esposo enquanto continuam sua jornada?
  • 9. Como o rec√©m-descoberto senso de esperan√ßa e conex√£o de Mary afetar√° as pessoas ao seu redor?
  • 10. Existem outros portais ou reinos al√©m de nossa compreens√£o esperando para serem descobertos?
  • Eu imaginei outros finais alternativos; confira no link abaixo ou na barra lateral.

    Canvas história / Sinopse + história completa - AN1 2020

    Canvas explicado / Entendendo o final e a história - AN1 2020

    Revelando a obra-prima, uma jornada pela tela animada - AN1 2020

    √Č hora de compartilhar este post em sua m√≠dia social para iniciar alguma discuss√£o:

    Compartilhar no…