Mapa Do Sexo / Final Alternativo - Co1 2020

√Č poss√≠vel que uma √ļnica decis√£o altere completamente o curso de nossas vidas?

Esta é a pergunta instigante que permanece nas mentes dos telespectadores depois de assistir ao filme cativante, Hooking Up.

Dirigido por Nico Raineau e apresentando a talentosa dupla de Brittany Snow e Sam Richardson, esta com√©dia dram√°tica americana de 2020 nos leva a uma montanha-russa de emo√ß√Ķes, risos e autodescoberta.

À medida que os créditos rolam, no entanto, muitos espectadores se veem ansiosos por um final alternativo, que ofereça uma perspectiva diferente das jornadas dos personagens.

Neste artigo, apresentamos um final alternativo para o Mapa do Sexo, uma conclusão que o deixará refletindo sobre o poder de escolha e a natureza imprevisível da própria vida.

O novo final

Enquanto os créditos rolam, nos encontramos de volta ao quarto do hospital onde Darla (Brittany Snow) e Bailey (Sam Richardson) se conheceram. O quarto está vazio, exceto por Darla, que está sentada na beira da cama, perdida em pensamentos.

De repente, a porta se abre e entra um rosto familiar - o doutor Tom (Tyler Hoechlin), o charmoso e enigmático médico que tem sido um personagem recorrente ao longo do filme. Darla olha para cima, surpresa ao vê-lo.

o doutor Tom se aproxima de Darla com um sorriso caloroso. "Ouvi dizer que você estava procurando por mim", diz ele, sua voz cheia de mistério.

Os olhos de Darla se arregalam em confusão. "Procurando por você? Por que eu estaria procurando por você?"

o doutor Tom ri baixinho. "Porque, minha querida, tenho uma proposta para você. Veja bem, tenho observado sua jornada, suas lutas e seu crescimento. E acredito que você tem potencial para mudar vidas".

A curiosidade de Darla desperta. "Mudar vidas? Como?"

o doutor Tom se aproxima, seus olhos brilhando de entusiasmo. "Quero que você se junte a mim em um projeto. Um projeto que visa revolucionar a maneira como abordamos os relacionamentos e a intimidade. Vamos criar uma plataforma que conecta as pessoas em um nível mais profundo, além da atração física.

Um lugar onde verdadeiras conex√Ķes podem ser feitas".

A mente de Darla dispara com possibilidades. Essa reviravolta inesperada abre um mundo de oportunidades para ela. Ela hesita por um momento, então acena com a cabeça, um olhar determinado em seus olhos.

"Estou dentro", diz ela, sua voz cheia de confiança recém-descoberta. "Vamos mudar o mundo".

Meses se passam e Darla e o m√©dico Tom trabalham incansavelmente para dar vida √† sua vis√£o. Eles criam um aplicativo inovador chamado "Soulmates", que combina pessoas com base em seus valores, paix√Ķes e sonhos compartilhados.

Torna-se uma sensa√ß√£o instant√Ęnea, atraindo milh√Ķes de usu√°rios em todo o mundo.

Mas conforme o aplicativo ganha popularidade, Darla começa a questionar seu verdadeiro propósito. Ela percebe que, embora as almas gêmeas tenham unido as pessoas, também criou uma sensação de dependência e superficialidade.

As pessoas confiam no aplicativo para encontrar a felicidade, em vez de descobri-la dentro de si mesmas.

Em um momento crucial, Darla confronta o doutor Tom, exigindo respostas. "√Č realmente isso que pretendemos alcan√ßar? Substituir a conex√£o humana genu√≠na por algoritmos e dados?"

A expressão do doutor Tom se suaviza e ele respira fundo. "Tem razão, Darla. Perdemos de vista nosso objetivo original. Nos deixamos levar pela empolgação e esquecemos da essência do amor e dos relacionamentos".

Juntos, eles decidem desligar as almas g√™meas, deixando para tr√°s um legado de li√ß√Ķes aprendidas. Darla percebe que a verdadeira conex√£o n√£o pode ser fabricada ou for√ßada. √Č algo que vem de dentro, da vulnerabilidade e da aceita√ß√£o da natureza confusa e imperfeita das rela√ß√Ķes humanas.

Na cena final, Darla est√° na praia, observando o p√īr do sol. Ela respira fundo, sentindo uma sensa√ß√£o de liberdade e liberta√ß√£o. Ela fechou o c√≠rculo, descobrindo que o relacionamento mais importante que pode cultivar √© consigo mesma.

√Ä medida que a tela escurece, os espectadores ficam com uma pergunta instigante: em um mundo obcecado por tecnologia e gratifica√ß√£o instant√Ęnea, como podemos encontrar uma conex√£o genu√≠na e amor?

Perguntas para discuss√Ķes

  • 1. O que Darla e o doutor Tom far√£o depois de desligar as almas g√™meas?
  • 2. Darla ser√° capaz de encontrar uma conex√£o genu√≠na e amor sem depender da tecnologia?
  • 3. Como o fechamento do Soulmates afetar√° os milh√Ķes de usu√°rios que passaram a depender do aplicativo?
  • 4. A nova compreens√£o de Darla sobre os relacionamentos humanos mudar√° sua pr√≥pria abordagem do amor e da intimidade?
  • 5. Que li√ß√Ķes Darla e o doutor Tom tirar√£o de sua experi√™ncia com almas g√™meas?
  • 6. Como o mundo reagir√° ao fracasso das almas g√™meas e √† percep√ß√£o de que a verdadeira conex√£o n√£o pode ser fabricada?
  • 7. A jornada de autodescoberta e crescimento de Darla continuar√° al√©m dos eventos do filme?
  • 8. Que impacto o projeto de Darla e do doutor Tom ter√° sobre o futuro da tecnologia e seu papel nos relacionamentos?
  • 9. A sociedade pode encontrar um equil√≠brio entre tecnologia e conex√£o humana genu√≠na?
  • 10. A decis√£o de Darla de priorizar seu relacionamento consigo mesma inspirar√° outras pessoas a fazerem o mesmo?
  • Eu imaginei outros finais alternativos; confira no link abaixo ou na barra lateral.

    Mapa do Sexo história / Sinopse + história completa - CO1 2020

    Mapa do Sexo explicado / Entendendo o final e a história - CO1 2020

    Amor, risos e conex√Ķes inesperadas, uma com√©dia dram√°tica que vai deixar voc√™ viciado - CO1 2020

    √Č hora de compartilhar este post em sua m√≠dia social para iniciar alguma discuss√£o:

    Compartilhar no…