O Banqueiro Explicado / Entendendo O Final E A História - Dr1 2020

Você sabia que nossos cérebros são programados para buscar o fechamento?

√Č uma peculiaridade fascinante da psicologia humana que nos leva a desvendar mist√©rios, resolver quebra-cabe√ßas e entender o desconhecido. E quando se trata de filmes, poucas coisas nos deixam mais confusos do que um final amb√≠guo.

Nós nos encontramos procurando desesperadamente por respostas, desejando aquela sensação de resolução e satisfação.

Bem, não tema, queridos leitores, pois hoje embarcamos em uma jornada para decodificar o enigmático final de The Banker - um emocionante conto de ambição, decepção e triunfo.

Então aperte os cintos, porque estamos prestes a mergulhar fundo nas complexidades deste filme instigante, revelando as verdades ocultas e lançando luz sobre sua conclusão cativante.

Pontos chave

  • 1. Os complexos esquemas financeiros: Uma das partes mais dif√≠ceis da hist√≥ria √© entender os intrincados esquemas financeiros que os personagens principais elaboram para superar as barreiras raciais e obter sucesso no setor banc√°rio. O filme investiga conceitos como investimentos imobili√°rios, empr√©stimos e regulamentos banc√°rios, que podem ser dif√≠ceis de entender para alguns espectadores.
  • 2. O contexto hist√≥rico: Ambientado na d√©cada de 1960, o filme explora as tens√Ķes raciais e a discrimina√ß√£o prevalentes naquela √©poca. Compreender o contexto hist√≥rico e os desafios enfrentados pelos afro-americanos no setor banc√°rio pode ser dif√≠cil para os espectadores que n√£o est√£o familiarizados com esse per√≠odo da hist√≥ria americana.
  • 3. As complexidades legais: √Ä medida que os personagens principais navegam pelo setor banc√°rio, eles encontram v√°rios obst√°culos legais e enfrentam poss√≠veis consequ√™ncias legais por suas a√ß√Ķes. O filme investiga termos e conceitos jur√≠dicos, como fraude, falsifica√ß√£o e conformidade regulat√≥ria, que podem ser desafiadores para espectadores sem forma√ß√£o jur√≠dica.
  • 4. O retrato do racismo: The Banker aborda a quest√£o do racismo de frente, retratando a discrimina√ß√£o sist√™mica enfrentada pelos afro-americanos no setor banc√°rio. Alguns espectadores podem achar dif√≠cil assistir √†s atitudes e a√ß√Ķes racistas retratadas no filme, pois pode ser emocionalmente desafiador e desconfort√°vel.
  • 5. Os dilemas morais: Ao longo da hist√≥ria, os personagens principais se deparam com dilemas morais enquanto tentam atingir seus objetivos. Os espectadores podem achar dif√≠cil navegar pelas complexidades √©ticas apresentadas no filme, pois os personagens fazem escolhas dif√≠ceis que confundem as linhas entre o certo e o errado.
  • 6. O ritmo e a narrativa: O Banqueiro emprega uma estrutura narrativa n√£o linear, saltando para frente e para tr√°s entre diferentes per√≠odos de tempo e perspectivas. Isso pode tornar dif√≠cil para os espectadores acompanhar a hist√≥ria e juntar os eventos de maneira coerente.
  • 7. O jarg√£o financeiro: Dado o foco do filme no setor banc√°rio, h√° uma quantidade significativa de jarg√£o financeiro usado ao longo do filme. Compreender termos como a√ß√Ķes, t√≠tulos, capital e taxas de juros pode ser dif√≠cil para os espectadores que n√£o est√£o familiarizados com a terminologia financeira.
  • 8. As motiva√ß√Ķes dos personagens: Os personagens principais de The Banker t√™m motiva√ß√Ķes complexas e hist√≥rias pessoais que orientam suas a√ß√Ķes. Compreender suas motiva√ß√Ķes subjacentes e as raz√Ķes por tr√°s de suas decis√Ķes pode ser um desafio, pois o filme investiga suas lutas e aspira√ß√Ķes pessoais.
  • 9. O retrato da din√Ęmica de g√™nero: O filme tamb√©m aborda a din√Ęmica de g√™nero no setor banc√°rio, destacando os desafios enfrentados pelas mulheres em um campo dominado pelos homens. Esse aspecto da hist√≥ria pode ser dif√≠cil para os espectadores entenderem completamente, pois adiciona outra camada de complexidade √† narrativa geral.
  • 10. A resolu√ß√£o: O Banqueiro termina com uma resolu√ß√£o que amarra as pontas soltas e revela o resultado final dos empreendimentos dos personagens. No entanto, alguns espectadores podem achar a resolu√ß√£o inesperada ou dif√≠cil de compreender totalmente, pois envolve v√°rias reviravoltas e revela√ß√Ķes.
  • Ent√£o, voc√™ acabou de assistir "The Banker" e provavelmente est√° se perguntando do que se trata toda a hist√≥ria, certo? Bem, deixe-me explicar para voc√™.

    O filme se passa em 1954 e segue a jornada de um homem chamado Bernard Garrett. Agora, Bernard tem grandes sonhos de entrar no mercado imobili√°rio, mas, infelizmente, ele enfrenta muito racismo que o impede de ter sucesso.

    √Č uma situa√ß√£o dif√≠cil, mas as coisas come√ßam a mudar quando ele conhece um rico dono de clube chamado Joe Morris.

    Bernard convence Joe a se tornar seu co-investidor e, juntos, eles bolam um plano. Eles decidem trazer um homem branco chamado Matt Steiner para se passar por o rosto de sua empresa durante as reuni√Ķes. Dessa forma, eles podem navegar no setor imobili√°rio racista com mais facilidade.

    Eles ensinam a Matt os meandros do investimento imobili√°rio e, em breve, tornam-se incrivelmente bem-sucedidos em Los Angeles.

    Seu sucesso não para por aí, no entanto. Bernard está de olho em sua cidade natal no Texas, onde os residentes negros foram excluídos de receber empréstimos para pequenas empresas e casas próprias devido a práticas bancárias racistas.

    Joe inicialmente hesita, mas acaba concordando em se juntar a Bernard e Matt no Texas.

    Matt dá um passo ousado e compra um banco, servindo de fachada para Bernard e Joe. No entanto, os moradores da cidade desconfiam dessa mudança e as coisas começam a se complicar. Um executivo de banco começa a vasculhar os empréstimos que estão concedendo a negros e descobre suas verdadeiras identidades.

    Ele amea√ßa exp√ī-los, o que causaria caos e potencialmente arruinaria o banco.

    Para combater isso, Matt convence Bernard e Joe a comprar um segundo banco e coloc√°-lo no comando, mesmo sendo inexperiente. Infelizmente, as coisas pioram quando um investigador federal se envolve.

    Eles encontram in√ļmeras infra√ß√Ķes nos registros do banco de Matt, que na verdade foram causadas por seu descuido.

    Isso leva Matt, Bernard e Joe a serem presos por violar as leis bancárias federais. Enfrentando uma possível sentença de prisão de 50 anos, Matt faz um acordo judicial e testemunha falsamente contra Bernard e Joe, alegando que foi enganado por eles.

    √Č um momento de partir o cora√ß√£o, mas no dia seguinte, Bernard tem a chance de testemunhar.

    Bernard fala apaixonadamente sobre a import√Ęncia de dar aos negros as mesmas oportunidades de ascens√£o social que os brancos. Apesar de seu poderoso testemunho, Bernard e Joe s√£o condenados e cumprem pena na pris√£o.

    Mas n√£o se preocupe, h√° um lado positivo.

    Após a libertação, Bernard, Joe e a esposa de Bernard, Eunice, decidem começar uma nova vida nas Bahamas. Graças ao dinheiro que Bernard confiou a Matt, eles podem viver confortavelmente em duas casas que Matt comprou para eles.

    √Č um final agridoce, mas que mostra a resili√™ncia e determina√ß√£o desses personagens diante das adversidades.

    Ent√£o, a√≠ est√°! "The Banker" √© uma hist√≥ria poderosa sobre a supera√ß√£o do racismo e a luta pela igualdade de oportunidades. √Č um conto de amizade, sacrif√≠cio e a busca pela justi√ßa. Espero que esta explica√ß√£o ajude voc√™ a entender e apreciar ainda mais a hist√≥ria.

    No fim

    Então, você acabou de assistir "The Banker" e está coçando a cabeça, imaginando o que diabos aconteceu no final, certo? Não se preocupe, meu amigo, eu cuido de você! Vamos mergulhar neste final alucinante juntos.

    Tudo bem, ao longo do filme, seguimos a incrível história real de Bernard Garrett e Joe Morris, dois empresários afro-americanos na década de 1960 que começaram a desafiar a discriminação racial no setor imobiliário.

    Esses caras eram lendas absolutas, lutando contra todas as probabilidades para fazer a diferença.

    Agora, é aqui que as coisas ficam um pouco complicadas. No final, descobrimos que Bernard e Joe estão usando um líder, Matt Steiner, para se passar por dono de seu império comercial. Fizeram isso porque, infelizmente, o mundo não estava preparado para aceitar dois homens negros como empresários de sucesso.

    √Č uma triste realidade, mas foi a forma deles quebrarem barreiras e mudarem.

    Mas espere, tem mais! Quando você pensa que já entendeu tudo, a trama sofre uma reviravolta. Matt Steiner, o cara que eles usam como frontman, acaba sendo um vigarista que os vem enganando o tempo todo.

    Fale sobre um golpe duplo!

    Ent√£o, Bernard e Joe se deparam com uma decis√£o dif√≠cil. Eles exp√Ķem Matt e correm o risco de perder tudo pelo qual trabalharam tanto? Ou guardam o segredo e continuam lutando pela igualdade? √Č um dilema moral que realmente mexe com seu cora√ß√£o.

    No final, nossos her√≥is escolhem fazer o que √© certo. Eles exp√Ķem os m√©todos enganosos de Matt, mesmo que isso signifique sacrificar seu pr√≥prio sucesso. √Č um momento agridoce, mas √© uma prova de sua integridade inabal√°vel e seu compromisso com a justi√ßa.

    E esse √© o final, meu amigo! √Č uma montanha-russa de emo√ß√Ķes, cheia de triunfo, trai√ß√£o e a busca incans√°vel pela igualdade. "The Banker" nos deixa uma mensagem poderosa: √†s vezes, a luta por justi√ßa tem um grande custo pessoal, mas √© uma luta que vale a pena lutar.

    Então, pegue um pouco de pipoca, sente-se e deixe o impacto desta incrível história diminuir. E lembre-se, a luta pela igualdade está longe de terminar, mas com heróis como Bernard Garrett e Joe Morris, podemos encontrar inspiração para continuar avançando.

    Reflex√Ķes sobre o assunto em quest√£o

    Agora, vamos mergulhar no mundo alucinante de The Banker e tentar entender seu final. Prepare-se, porque este filme o deixará questionando tudo o que você achava que sabia sobre poder, raça e a busca pelo sonho americano.

    Ao longo do filme, acompanhamos a incr√≠vel jornada de dois empres√°rios afro-americanos, Bernard Garrett e Joe Morris, enquanto navegam nas √°guas trai√ßoeiras da ind√ļstria imobili√°ria dos anos 1960. Com seu engenhoso plano de usar um frontman branco para comprar propriedades, eles desafiam o racismo profundamente arraigado que permeia a sociedade. √Č uma hist√≥ria de ambi√ß√£o, resili√™ncia e o desejo inflex√≠vel de justi√ßa.

    Mas √© o final que realmente nos deixa em estado de perplexidade. √Ä medida que os cr√©ditos rolam, ficamos nos perguntando sobre o verdadeiro impacto das a√ß√Ķes de Garrett e Morris. Eles conseguiram desmantelar o sistema de discrimina√ß√£o racial? Ou foram apenas gotas em um oceano de desigualdade?

    Pode-se argumentar que suas conquistas foram monumentais, pois abriram o caminho para futuras gera√ß√Ķes de empreendedores afro-americanos. Eles quebraram o teto de vidro e provaram que intelig√™ncia e determina√ß√£o n√£o conhecem cor. Mas, por outro lado, tamb√©m se pode argumentar que seus esfor√ßos foram apenas um band-aid em uma ferida aberta. O racismo sist√™mico contra o qual lutaram ainda persiste hoje, embora de formas mais sutis e insidiosas.

    Essa ambig√ľidade nos obriga a confrontar verdades desconfort√°veis ‚Äč‚Äčsobre nossa sociedade. Desafia-nos a questionar se a verdadeira igualdade √© alcan√ß√°vel ou se permanecer√° para sempre um sonho ilus√≥rio. Isso nos obriga a examinar nossos pr√≥prios preconceitos e preconceitos e a considerar as maneiras pelas quais contribu√≠mos para a perpetua√ß√£o da desigualdade.

    The Banker não é apenas um filme; é um espelho que reflete as complexidades do nosso mundo. Isso nos lembra que o progresso não é um caminho linear, mas uma luta constante. Ela nos exorta a continuar lutando por justiça, mesmo quando as probabilidades parecem intransponíveis.

    Então, enquanto refletimos sobre o final deste filme instigante, vamos lembrar que a história não termina com os créditos. Cabe a nós carregar a tocha da mudança e lutar por uma sociedade onde todos, independentemente de sua raça ou origem, tenham chances iguais de sucesso. Só então poderemos realmente entender o poder de The Banker e sua mensagem duradoura.

    O banqueiro ‚ÄĒ Trailer oficial

    Dica: Ative o bot√£o de legenda se precisar. Escolha 'tradu√ß√£o autom√°tica' no bot√£o de configura√ß√Ķes se voc√™ n√£o estiver familiarizado com o idioma ingl√™s. Pode ser necess√°rio clicar primeiro no idioma do v√≠deo antes que seu idioma favorito fique dispon√≠vel para tradu√ß√£o.

    Links e referências

    O Banqueiro história / Sinopse + história completa - DR1 2020

    O Banqueiro / Final alternativo - DR1 2020

    O jogo do mentor: um assalto emocionante revela o lado negro do poder - DR1 2020

    √Č hora de compartilhar este post em sua m√≠dia social para iniciar alguma discuss√£o:

    Compartilhar no…